Torta Saloia

segunda-feira, 29 de Setembro de 2014


Esta é uma das tortas favoritas da minha filha por duas razões segundo ela, a primeiro é que o bolo lhe lembra a fofura do pão de ló tradicional e a segunda é o recheio ser de marmelada caseira. E com ovinhos caseiros ainda ficou mais amarelinha e deliciosa.



Ingredientes:

12 ovos
250 g de açúcar
150 g de farinha
1 clh. chá de fermento em pó
300 g de marmelada


Preparação:


Forre com papel vegetal e unte com margarina vaqueiro e farinha. Reserve.

Numa tigela e com uma batedeira elétrica bata os ovos inteiros com o açúcar, durante aproximadamente 20 minutos, até obter um creme esbranquiçado.
Junte a farinha com o fermento e peneire-as sobre o preparado. Deve envolver a farinha delicadamente com movimentos suaves.
Vai a forno pré-aquecido a 180º, cerca de mais ou menos 15 a 20 minutos.
Desenformar a torta sobre um pano de cozinha polvilhado com açúcar, retira o papel vegetal e seguidamente estende a marmelada sobre a torta que deverá enrolar seguidamente com o pano e deixar ficar até arrefecer.
Depois da torta já fria é que se passa para uma travessa de servir.


Pelar Amêndoas


Para pelar as amêndoas escalde-as em água a ferver.
Deixe assim alguns minutos.
Escorra a água e pele-as.
Deixe secar.


Tarde de Amêndoa e Doce de Gila

sábado, 20 de Setembro de 2014



Quando quero fazer uma tarte rápida para levar para qualquer saída, esta é geralmente a escolhida, quando tenho doce de gila caseiro em casa, com esta acabou o stock, tenho de fazer mais.

Ingredientes:

1 massa quebrada
300 g doce de gila
120 g de açúcar
4 ovos inteiros
80 g de farinha
amêndoa laminada q.b.

Preparação:

Forrar uma tarteira com a massa quebrada e picar o fundo com um garfo.
Por cima espalhe muito bem o doce de gila, aqui a quantidade pode ser modificada ao gosto de cada um.
Numa tigela junte o açúcar e os ovos e bata muito bem com uma vara de arames, juntando no final a farinha e mexendo energicamente para não ficar com grumos.
Deite o preparado na tarteira, por cima do doce de gila e salpique com amêndoa laminada a seu gosto.
Forno pré-aquecido a 180º, cerca de 25 a 30 minutos, conforme gostar dela mais ou menos dourada.

Espetadas de Salmão e Lulas

terça-feira, 16 de Setembro de 2014


Um prato de peixe muito saboroso e bonito visualmente.

Ingredientes:

4 ou 5 lombos de salmão
8 a 10 lulas
1 pimento amarelo
1 pimento vermelho
1 pimento verde
sal q.b.
pimenta q.b.
sumo de um limão
8 paus para espetadas


Preparação:

Lavar e preparar os peixes, cortando-os de seguida em pedaços o mais uniforme possível, o mesmo procedimento para os pimentos.
Agora é só espetar alternadamente o salmão, com as lulas e os pimentos em dois paus de espetada.
Tempere de sal, pimenta e sumo de limão, depois é só grelhar e servir com uma batata cozida e salada.




Tarte Fresca de Chocolate e Banana

sexta-feira, 12 de Setembro de 2014




Um destes dias quando cheguei a casa do emprego, fui surpreendida com esta tarte feita pela minha filhota durante um dia de férias em que decidiu dedicar-se à culinária. Foi um dia bem quente de verão e esta tarte bem fresquinha soube magnificamente bem.




Ingredientes:

1 base de massa quebrada
2 pudins instantâneos
1 l de leite
2 ou 3 bananas


Preparação:

Numa tarteira dispor uma base de massa folhada, dobrando as beiras para dentro. Picar o fundo da massa com um garfo, por cima um pedaço de folha de alumínio e grão ou feijão seco. Levar ao forno a 200º, até estar cozida. Depois retire do forno e deixe arrefecer.
Prepare os pudins conforme as instruções da embalagem e deixe arrefecer um pouco, mas mexendo de vez em quando para o pudim não criar aquela "capa" seca.
Descasque as bananas e corte-as em rodelas.
Comece por colocar no fundo da massa da tarte uma camada de rodelas de bananas, depois metade do pudim já morno, depois outra camada de rodelas de banana, o restante pudim por cima e depois a decoração com banana.
Levar ao frio durante umas horas para solidificar mais.

Arrefecer cremes

segunda-feira, 8 de Setembro de 2014


Depois de um creme pronto e caso não queira que ao arrefecer fique com uma crosta seca por cima e não estar sempre a mexer para que tal não aconteça, coloque um pedaço de celofane mesmo por cima do creme. Quando o creme estiver frio verá que o celofane sai fácilmente.


Arroz de Cabidela de Coelho

quinta-feira, 4 de Setembro de 2014


Este arroz é feito com o aproveitamento do sangue do coelho, pelo que terá de ser caseiro.

Ingredientes:

1 coelho (aproveitar o sangue)
vinho tinto q.b.
2 folhas de louro
6 dentes de alho
vinagre, a gosto
2 cebolas médias
400 g de arroz carolino
1 l de água
salsa q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.


Preparação:

Arranje o coelho (aproveite o sangue), corte-o em pedaços e tempere-o com alhos picados, o louro, a salsa, o sangue do coelho, um pouco de vinho tinto, uma colher de sopa de vinagre, sal, pimenta e deixe marinar de um dia para o outro no frigorífico.
No dia seguinte para fazer o arroz, pique a cebola finamente para um tacho, junte o azeite e deixe refogar até a cebola ficar transparente.
Escorra o coelho da marinada e ponha-o a refogar por uns minutos até ganhar uma corzinha, depois vá juntando a marinada aos poucos.
Quando o coelho estiver quase cozido, junte a água e mais vinho tinto, até ver que tem líquido suficiente para cozer o arroz.
Quando coloca o arroz, deve juntar vinagre (a gosto) para o arroz não ficar muito adocicado devido ao vinho.

Papinha Doce Copyright © 2009 Designed by Ipietoon Blogger Template for Bie Blogger Template Vector by DaPino