domingo, 20 de agosto de 2017

Tabuleiro de Pescada




Num dia destes (em Julho) estava eu em casa, quando ouvi um chilrear numa das minhas varandas, com muito cuidado, sem fazer barulho, fui à janela e qual o meu espanto ao verificar que o estendal da roupa estava completamente cheio de andorinhas, fui rapidamente buscar a máquina fotográfica para registar o momento, infelizmente quando voltei eram muito menos, mas ainda assim, consegui umas fotos. Eram lindas estas andorinhas, mas diferentes das que costumam fazer os ninhos nos beirais, que são todas pretas e brancas, estas tinham uma mancha avermelhada na zona da garganta. Não sei o que se passou, nunca tinha acontecido esta espécie de andorinha andar por aqui, muito menos terem a ousadia de pousar no meu estendal da varanda.
Fui à Internet pesquisar de que espécie era esta andorinha, e descobri que na realidade esta é a andorinha-das-chaminés e está presente em Portugal durante todo o ano, visto umas chegarem em Janeiro e outras só saírem em Novembro ou Dezembro. Pode ser encontrada em localidades e zonas rurais, perto de linhas de água, zonas alagadas e prados, onde se alimenta de insetos voadores.
São lindas, lindas!! Só não gostei do que deixaram no chão da varanda.... marotas 😝😝.



Ingredientes:

4 postas grandes de pescada
4 ovos
1 molho de grelos
3 cenouras
1 kg batata
azeitona sem caroço q.b.
pão ralado q.b.
2 dl de azeite
1 dl de vinagre
1 clh. cfaé de mostarda


Preparação:

Coza a pescada com ovo e um pouco de sal, depois de cozido limpe o peixe de espoinhas e peles e descasque os ovos.
Num outro tacho coza os grelos, com um pouco de sal, depois de cozido escorra a água.
Num copo medidor de plástico, vaze o azeite, depois o vinagre, a mostarda e bata com uma varinha mágica, até juntar os ingredientes.
Depois de descascar as batatas e as cenouras, corte-as em cubos e coza em água temperada com sal, mas em tachos separados, visto a batata cozer muito rápidamente e não a queremos a esfarelar.
Num tabuleiro que possa ir ao forno, começe a formar camadas com os ingredientes já cozinhados.
A primeira camada, deverá ser de um terço dos grelos.

A segunda camada, de batatas e cenoura, bem como as azeitonas descaroçadas. Deve reservar algumas batatas para o final.
A terceira, deverá ser o peixe e por cima os ovos cortados aos pedaços.
Por cima dos ovos, coloque o resto dos grelos.
Esmague a restante batata, com um esmagador ou um passevite, diretamente para cima do tabuleiro, espalhe com um garfo ao de leve, para não retirar o efeito dado pela batata em flocos.
Polvilhe por cima com pão ralado.
Leve ao forno pré-aquecido até dourar.

domingo, 13 de agosto de 2017

Bolinhos de Café




NEGRO, como a noite,
FORTE, como o pecado,
DOCE, como o amor,
QUENTE, como o inferno.

                      Provérbio Turco, sobre o CAFÉ



Ingredientes:

2 colh. sopa de café em pó
250 g bolacha Maria
150 g de açúcar
125 g manteiga
3 gemas de ovo
1 clara
1 tablete (200g) de Chocolate Cappuccino Pantagruel


Preparação:


Bate-se o açúcar com a manteiga derretida, e o café em pó. 

Acrescente ao preparado, as gemas e a clara batida em castelo.
No final, junta a bolacha em pó e envolve tudo muito bem.

Leve o preparado ao frigorífico cerca de 10 minutos e depois pode enrolar os bolinhos, fazendo pequenas bolinhas.

Entretanto, derreta o chocolate em banho Maria, depois passe as bolinhas uma a uma, pelo chocolate e deixe escorrer em cima de uma rede.
Coloque as bolinhas em forminhas de papel e decore com uns confettis de açúcar coloridos.


segunda-feira, 31 de julho de 2017

Arroz de Bacalhau


“Para quem é bacalhau basta.”                                                                                                 Provérbio Popular Português                                                                                    

Ingredientes:
(3 pessoas)

3 postas de bacalhau
300 g arroz
3 dl água
6 dl água de bacalhau
1 cebola
2 alhos
1 folha de louro
1 dl vinho branco
6 tomates chucha
salsa q.b.
piripiri q.b.


Preparação:

Leve o bacalhau ao lume durante cerca de 5 minutos, depois da água comerçar a ferver. Escorra, reservando a água da cozedura, e depois retire as peles e espinhas e lasque-o.
Coloque num tacho, a cebola cortada em meias luas, o tomate limpe de pele e sementes, o alho, a folha de louro, o azeite e leve ao lume para cozinhar. A meio da cozedura, refresque com o vinho branco, no final retire a folha de louro e bata o preparado com a varinha mágica.
Junte a água de cozer o bacalhau, a água e um pouco de piripiri, junte o arroz e deixe cozer. Quando o arroz estiver quase cozido, junte o bacalhau e quando levar à mesa, polvilhe de salsa picada.


quinta-feira, 27 de julho de 2017

Pudim de Ovos na Panela


Já coloquei no blog, várias formas de cozer pudins de ovos, no forno, na panela de pressão, no entanto faltava colocar a receita de um pudim cozido numa vulgar panela. A forma de cozer é a mesma, seja na panela de pressão ou numa panela vulgar, a diferença está no tempo de cozedura.

Ingredientes:

0,5 l leite
8 ovos
500 g açúcar
6 colh. sopa de açúcar para o caramelo liquido


Preparação:

Coloque as 6 colheres sopa de açúcar, na forma de pudim e leve ao lume até formar caramelo e espalhe por toda a forma.
Ponha uma panela com água ao lume, enquanto prepara o resto do pudim.
Numa tigela, junte o açúcar com os ovos e bata com uma batedeira por dois a três minutos, depois junte o leite e mexe mais um pouco.
Verta o preparado na forma e tape a forma com a tampa, mas de modo a que fique bem vedada.
Coloque a forma na panela que já está ao lume com a água quente, tape a panela e deixe cozer durante 30 minutos, contando a partir de quando a água começar a ferver.
Passado o tempo, retire da panela e coloque no frigorífico durante umas horas, o ideal é de um dia para o outro, depois é só desenformar e deliciar-se.


segunda-feira, 24 de julho de 2017

Quiche de Castanhas






Quem tem luz própria, incomoda quem está no escuro. 😕 






Ingredientes:

1 massa quebrada
200 g Castanhas
150 g Cogumelos laminados
5 ovos
2 dl de natas
sal e pimenta q.b.

Preparação:


Coloque numa frigideira antiaderente, as castanhas e os cogumelos, com um fio de azeite e deixe cozinhar um pouco, no final escorra num passador.
Numa tigela, bata com uma vara de arame, os cinco ovos com as natas e tempere de sal e pimenta. 
Forre a tarteira com a massa quebrada, e pique o fundo com um garfo.
Deite as castanhas e os cogumelos na tarteira e por cima  o preparado de os ovos e natas.
Forno pré-aquecido a 180º, cerca de 30 minutos, ou até ver que está douradinha.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Tortilha de Fiambre no Forno



Quem não presta para comer, não presta para trabalhar.
                                                               Provérbio Tradicional


Ingredientes:

200 g de fiambre em cubos
150 g cogumelos laminados

2 batatas
1 dl de azeite
12 ovos
1 cebola
sal q.b.
pimenta q.b.
manteiga para barrar forma


Preparação:

Numa frigideira deitar o azeite e juntar a cebola em luas, os cogumelos, as batatas em cubos pequenos, temperar com um pouco de sal e deixar alourar.
Bater os ovos muito bem, juntar a salsa picada e temperar de pimenta e sal.
Unte com manteiga uma forma que possa levar à mesa e o preparado da frigideira escorrido do líquido que deitou durante o tempo que teve a alourar, depois espalhe por cima o fiambre em cubos.
Por fim deite os ovos batidos e leve ao forno até dourar.


sexta-feira, 30 de junho de 2017

Tarte Folhada de Ananás


Ótima sugestão para um dia cheio de trabalho, em que precisamos de fazer uma sobremesa que seja simples e rápida de preparar.


Ingredientes:

1 massa folhada retangular
2 gemas de ovo
2 colh.sopa de açúcar
1 colh. sopa de farinha
2,5 dl de leite
1 lata de ananás
1 casca de limão
amêndoa q.b.
cereja em calda
geleia para pincelar

Preparação:

Num tacho coloque o açúcar, a farinha, a casca de limão, o leite e mexa tudo muito leve. Leve a lume brando, até engrossar.
Abra a massa folhada e em redor, faça uma dobra fina, depois pique o interior da massa, com um garfo.
Vaze por cima da massa folhada o creme, seguido das rodelas de ananás (já escorrido), das cerejas em calda, terminando com um pouco de amêndoa.
Forno pré-aquecido a 180º, cerca de 45 minutos.
Depois de retirar do forno e com a tarte ainda quente, pincele as bordas da tarte com geleia.


domingo, 25 de junho de 2017

Arroz de Atum Malandrinho


Receita do tão famoso arroz de atum, ou também denominado de "Arroz de Marisco dos Pobres" 😄😃😃. Pessoalmente não acho que fique nada atrás do arroz de marisco. Aqui fica então a receita de um arroz de atum, bem malandrinho para se deliciarem.



Ingredientes:
(4 a 5 pessoas)

400 g arroz
2 latas de atum das redondas grandes
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
500 g tomate aos pedaços
1 l de água
1 dl de azeite
1 folha de louro
salsa picada q.b.
sal e pimenta q.b.
8 ovos cozidos


Preparação:

Num tacho coloque, o azeite, a cebola e os alhos picados, a folha de louro, o tomate pelado e cortado em pedaços e leve ao lume até o tomate se desfazer e formar um creme.

Junte a água, um pouco de salsa picada, tempere de sal e pimenta. Quando o caldo começar a ferver, junte o arroz e deixe cozer.

Coza os ovos e escorra o atum das latas, desfazendo-o num prato com um garfo.
Quando o arroz estiver quase cozido, junte o atum e envolva, desligue o lume.
Sirva logo de seguida com os ovos cortados aos pedaços e salpicado de salsa.



sábado, 17 de junho de 2017

Bolo de Aniversário Mãe (2017)


Este ano queria fazer um bolo de aniversário especial para a minha mãe, pois ela completava 70 anos, o que representa uma data fantástica. Não queria fazer aquele bolo que tradicionalmente se faz para uma senhora dessa idade, queria algo diferente, algo que ela nunca tivesse tido. A infância da minha mãe e dos seus seis irmão, não foi fácil, feliz sim. Não era simples nos anos 40 e 50 (infância dela), as famílias humildes criarem 7 filhos, que era o caso dos meus avós maternos,  pelo que a prioridade de vida, era a alimentação, o vestir e a escola, as festas de aniversário naquela época, eram só para a classe alta. Felizmente que depois de 1974, muita coisa mudou e muitas mais crianças no nosso país passaram a poder ter festas de aniversário. Obrigada mãe, pelas festas de aniversário que me fizeste a mim e ajudas-te a preparar para a minha filhota, sem nunca mencionares que nunca tinhas tido uma festa, como que se isso fosse a coisa mais natural do mundo... não é!! Todas as crianças do mundo deveriam pelo menos uma vez na infância viver a felicidade de ter uma festa de aniversário.
Por tudo o que mencionei atrás e porque te amo muito, aqui fica o bolo que deverias ter tido na tua infância, como sabia que adoravas a Abelha Maia, fiz então este bolo para a Dona H.Maia.


segunda-feira, 12 de junho de 2017

São Marcos



             


  Em Junho abafadiço sai a abelha no cortiço.
                                                      Provérbio Popular






Ingredientes:
 
Bolo
2 ovos
50 g açúcar louro
50 g farinha com fermento
 
Creme
200 g leite condensado
2 dl natas
4 folhas de gelatina
1 clh. chá extrato baunilha
 
Doce de ovo
3 gemas
3 clh. sopa de açúcar
3 clh. sopa de água
 
Caramelo líquido q.b.
 

Preparação:

Bolo
Bata os ovos com o açúcar até a massa dobrar de volume, depois envolva a farinha lentamente com movimentos suaves, de modo a que a massa fique volumosa na mesma.
Forno a 180ºc, em forma untada, cerca de 15 a 20 minutos.
Depois de cozido, desenforme e deixe arrefecer.
Creme
Coloque as folhas de gelatina a demolhar em água fria, depois derreta-a num pouco de água quente ( o mínimo possível de água). Numa tigela junte o leite condensado, a gelatina derretida, a baunilha e mexa. Batas as natas bem frias em chantilly e envolva os dois preparados.
Doce de ovo
Num tacho leva ao lume o açúcar com a água e deixa ferver até atingir o ponto de pérola. Quando a calda do açúcar estiver pronta, junta-se às gemas aos poucos, mexendo energicamente para não cozer as gemas. Depois de tudo envolvido, leva-se novamente ao lume, mexendo sempre até engrossar ligeiramente, não queremos o creme demasiado grosso, depois retira-se do lume e deixa-se arrefecer.
Montagem do semifrio
Com uma faca ou se tiver um nivelador de bolos, corte o bolo já frio ao meio. Coloque um aro (15 cm) removível num prato de servir e no fundo coloque uma das metades do bolo. Por cima o creme e leve ao frigorifico, quando o creme estiver sólido, retire do frio e por cima coloque a segunda metade do bolo e leve novamente ao frio. Depois espalhe o doce de ovo, já frio, por cima e leve de novo ao frio. Mais tarde, deite com muito cuidado, o caramelo líquido por cima, de modo a que não se misture com o doce de ovo. Leve novamente ao frio.
 
 

Papinha Doce Template by Ipietoon Cute Blog Design