Tarde de Amêndoa e Doce de Gila

sábado, 20 de Setembro de 2014



Quando quero fazer uma tarte rápida para levar para qualquer saída, esta é geralmente a escolhida, quando tenho doce de gila caseiro em casa, com esta acabou o stock, tenho de fazer mais.

Ingredientes:

1 massa quebrada
300 g doce de gila
120 g de açúcar
4 ovos inteiros
80 g de farinha
amêndoa laminada q.b.

Preparação:

Forrar uma tarteira com a massa quebrada e picar o fundo com um garfo.
Por cima espalhe muito bem o doce de gila, aqui a quantidade pode ser modificada ao gosto de cada um.
Numa tigela junte o açúcar e os ovos e bata muito bem com uma vara de arames, juntando no final a farinha e mexendo energicamente para não ficar com grumos.
Deite o preparado na tarteira, por cima do doce de gila e salpique com amêndoa laminada a seu gosto.
Forno pré-aquecido a 180º, cerca de 25 a 30 minutos, conforme gostar dela mais ou menos dourada.

Espetadas de Salmão e Lulas

terça-feira, 16 de Setembro de 2014


Um prato de peixe muito saboroso e bonito visualmente.

Ingredientes:

4 ou 5 lombos de salmão
8 a 10 lulas
1 pimento amarelo
1 pimento vermelho
1 pimento verde
sal q.b.
pimenta q.b.
sumo de um limão
8 paus para espetadas


Preparação:

Lavar e preparar os peixes, cortando-os de seguida em pedaços o mais uniforme possível, o mesmo procedimento para os pimentos.
Agora é só espetar alternadamente o salmão, com as lulas e os pimentos em dois paus de espetada.
Tempere de sal, pimenta e sumo de limão, depois é só grelhar e servir com uma batata cozida e salada.




Tarte Fresca de Chocolate e Banana

sexta-feira, 12 de Setembro de 2014




Um destes dias quando cheguei a casa do emprego, fui surpreendida com esta tarte feita pela minha filhota durante um dia de férias em que decidiu dedicar-se à culinária. Foi um dia bem quente de verão e esta tarte bem fresquinha soube magnificamente bem.




Ingredientes:

1 base de massa quebrada
2 pudins instantâneos
1 l de leite
2 ou 3 bananas


Preparação:

Numa tarteira dispor uma base de massa folhada, dobrando as beiras para dentro. Picar o fundo da massa com um garfo, por cima um pedaço de folha de alumínio e grão ou feijão seco. Levar ao forno a 200º, até estar cozida. Depois retire do forno e deixe arrefecer.
Prepare os pudins conforme as instruções da embalagem e deixe arrefecer um pouco, mas mexendo de vez em quando para o pudim não criar aquela "capa" seca.
Descasque as bananas e corte-as em rodelas.
Comece por colocar no fundo da massa da tarte uma camada de rodelas de bananas, depois metade do pudim já morno, depois outra camada de rodelas de banana, o restante pudim por cima e depois a decoração com banana.
Levar ao frio durante umas horas para solidificar mais.

Arrefecer cremes

segunda-feira, 8 de Setembro de 2014


Depois de um creme pronto e caso não queira que ao arrefecer fique com uma crosta seca por cima e não estar sempre a mexer para que tal não aconteça, coloque um pedaço de celofane mesmo por cima do creme. Quando o creme estiver frio verá que o celofane sai fácilmente.


Arroz de Cabidela de Coelho

quinta-feira, 4 de Setembro de 2014


Este arroz é feito com o aproveitamento do sangue do coelho, pelo que terá de ser caseiro.

Ingredientes:

1 coelho (aproveitar o sangue)
vinho tinto q.b.
2 folhas de louro
6 dentes de alho
vinagre, a gosto
2 cebolas médias
400 g de arroz carolino
1 l de água
salsa q.b.
sal q.b.
pimenta q.b.


Preparação:

Arranje o coelho (aproveite o sangue), corte-o em pedaços e tempere-o com alhos picados, o louro, a salsa, o sangue do coelho, um pouco de vinho tinto, uma colher de sopa de vinagre, sal, pimenta e deixe marinar de um dia para o outro no frigorífico.
No dia seguinte para fazer o arroz, pique a cebola finamente para um tacho, junte o azeite e deixe refogar até a cebola ficar transparente.
Escorra o coelho da marinada e ponha-o a refogar por uns minutos até ganhar uma corzinha, depois vá juntando a marinada aos poucos.
Quando o coelho estiver quase cozido, junte a água e mais vinho tinto, até ver que tem líquido suficiente para cozer o arroz.
Quando coloca o arroz, deve juntar vinagre (a gosto) para o arroz não ficar muito adocicado devido ao vinho.

Pera Williams Aromatizada

quinta-feira, 28 de Agosto de 2014



Época das peras, é altura de preparar umas peras cozidas aromatizadas que eu e o meu marido adoramos e não sobra nada em pouco tempo.

Ingredientes:

9 peras Williams
1 clh. sopa de açúcar por pera
1 pau de canela
3 cascas de limão


Preparação:

Comece por descascar as peras tendo o cuidado de lhes deixar o pé.
Num tacho coloque as peras descascadas e cubra-as com água.
Depois junte o pau de canela, as cascas de limão e uma colher de sopa de açúcar por cada pera.
Leve ao lume até as peras estarem cozidas, dependendo o tempo no lume do tamanho das peras.
Depois de cozidas deixe-as arrefecer no tacho tapado e depois de frias sirva-as ou guarde-as juntamente com a calda da cozedura numa caixa plástica no frigorífico bem vedada e vá consumindo aos poucos.
Nota: quando mais tempo passa mais saborosas ficam.

Sopa do Vidreiro (Marinha Grande)

segunda-feira, 25 de Agosto de 2014


Receita tradicional da região da Marinha Grande em Portugal.


A profissão de vidreiro é extremamente dura porque o vidro tem de ser colhido dos fornos a altas temperaturas (...). A transpiração era e é compensada com muita água que o trabalhador tinha que beber e a comida tinha que ter o maior valor nutricional possível, para resistir ao esforço que era exigido.
Assim nasceu a "sopa de bacalhau" com elevadas calorias, proteínas, gorduras e hidratos de carbono (...).  O almoço e o jantar, no caso dos turnos era transportado pelas mulheres ou pelos filhos num cesto de verga e consistia num tacho com a sopa de preferência bem "enxuta" para que não se entornasse durante o caminho (...).
In, http://confrariadasopadovidreiro.com/historia.html



Ingredientes:
4 pessoas

4 postas baixas de bacalhau
500 g de batatas
meia broa dura
meio pão saloio duro
4 ovos
6 dentes de alho
8 clh. sopa de azeite
hortelã (se gostar)


Preparação:

Coza o bacalhau num tacho com água e depois de cozido retire o bacalhau e reserve.
Na água de cozer o bacalhau cozem-se as batatas já descascadas e cortadas às rodelas grossas.
Numa tigela parte os dois tipos de pão em pedaços pequenos, por cima coloca o alho picado e o azeite.
Limpa o bacalhau das espinhas maiores e de peles e coloque por do pão na tigela.
Entretanto quando as batatas estiverem cozidas coloca-as por cima do bacalhau na tigela, enquanto os ovos são escalfados na água onde cozeu o bacalhau e as batatas.
No fim coloca os ovos escalfados por cima das batatas, umas folhas de hortelã e alguma água da cozedura dos ingredientes.



Adaptado: http://confrariadasopadovidreiro.com/SopaVidreiro.html

Papinha Doce Copyright © 2009 Designed by Ipietoon Blogger Template for Bie Blogger Template Vector by DaPino