quarta-feira, 31 de julho de 2019

Sopa de Cação



Hoje início um novo ciclo no meu blog, irei deixar expressões que ouvi dos meus avós, pais e vizinhos, ao longo dos anos, perpetuando assim a sua memória. 

Ingredientes:

0,5 kg de cação
3 dentes de alho
1 dl de azeite
1 ramo de coentros
45 g farinha de trigo
sal e pimenta q.b.
1 colh. chá de colorau
2 colh. sopa de vinagre
2 l de água
pão alentejano torrado


Preparação:

Coza o cação em água temperada com sal.
Numa picadora, coloque os alhos, os coentros, o colorau, o azeite e pique.
Põe-se ao lume um tacho com o azeite e logo que esteja quente, junte a mistura dos coentros e deixe fritar um pouco, só para . Junte depois a farinha, mexa e adicione o água de cozer o cação, o vinagre e deixe ferver um bocadinho, retifique o sal e tempere com pimenta.
Sirva acompanhado de pão alentejano, cortado à fatia.



segunda-feira, 29 de julho de 2019

terça-feira, 23 de julho de 2019

Arroz à Camponesa



Olhem só o que noutro dia encontrei, durante uma caminhada a pé... um ouriço cacheiro, tão fofinho e rechonchudo... embora estivesse infestado de pulgas. São animais noturnos, mas por vezes encontramos no campo algum com insónias 😂😂😂.

Ingredientes:

1 cebola picada
2 dentes de alho picados
1 folha de louro
1 colher (sopa) de azeite
1 chávena de chouriço carne em rodelas
500 g entrecosto porco em pedaços
2 peitos de frango
1 cenoura
¼ de couve cortada em pedaços
1 dl vinho branco
1 chávena de arroz
2 chávenas de água
1 chávena de feijão-vermelho cozido
Sal e pimenta a gosto


Preparação:

Num tacho coloque, o azeite, a cebola e os alhos picados, a folha de louro, o chouriço às rodelas e deixe até ficar um refogado. 
Junte a carne cortada em pequenos pedaços, a cenoura às rodelas, a couve em pedaços, acrescente o vinho branco e tempere de sal e pimenta Tape o tacho e deixe cozinhar um pouco.
Depois da carne quase cozinhada, junte a água quente, o arroz, o feijão encarnado e deixe ferver por 5 a 8 minutos, depois desligue o lume e deixe tapado por mais 10 minutos no tacho tapado.


sexta-feira, 19 de julho de 2019

Arroz Doce de Antigamente


“A Vicência ofereceu o arroz-doce. Nós rezamos as graças.”      “Longas horas nos detivemos à mesa – onde a travessa de arroz-doce ostentava as minhas iniciais, debaixo de um coração e de uma cruz, desenhadas a canela pela titi.”                                                                                                                                                                                                               in, A Relíquia de Eça de Queiroz

Esta é mais uma forma de fazer arroz doce, usando no final as claras batidas em castelo.

Ingredientes:

1 chav. de arroz
1 chav. água
2 chav. leite
1 colh. chá de sal
1 casca de limão
1 chav. de açúcar
5 ovos
canela q.b.


Preparação:

Leva-se ao lume um tacho com a água e quando levantar fervura, deita-se-lhe o arroz e o sal. Mexe-se e deixa-se ferver até a água diminuir.
Tem-se o leite a ferver com a casca de limão, e vai-se deleitando aos poucos sobre o arroz. Mexe-se e deixa-se ferver até acabar de cozer.
Junta-se-lhe o açúcar e, decorridos alguns minutos, retira-se o arroz do lume do lume.
Batem-se as gemas à parte, juntam-se em seguida ao arroz, mexe-se muito bem e leva-se a lume brando para cozer as gemas.
Retira-se o tacho do lume e junta-se as claras batidas em castelo.
Serve-se em travessas ou pratinhos com canela em pó.


terça-feira, 16 de julho de 2019

Bolo Queima das Fitas (TR)


No dia 1 de Junho de 2019, os alunos finalistas da FCT Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade Nova de Lisboa, participaram na tradicional Queima das Fitas, no Campus da Caparica. Um desses alunos era o T.R., filho da minha amiga L.R., que terminou a Licenciatura em Bioquímica. Parabéns, T. !!!! 



 

Papinha Doce Template by Ipietoon Cute Blog Design