sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Castanha Portuguesa


O castanheiro português é uma árvore de folha caduca, que pode atingir mais de um milhar de anos de idade. Os seus frutos são as conhecidas e apreciadas castanhas.
Dos alimentos mais antigos da humanidade, as castanhas são nutricionalmente ricas
em vitamina C e vitaminas do complexo B, boas fornecedoras de minerais como o cálcio, o potássio e o magnésio e excelentes fontes de energia pela sua riqueza em amido.
Sob o ponto de vista culinário são bastante versáteis. Outrora eram vulgarmente usadas na alimentação diária, como acompanhamento, ou na preparação de sopas, purés, ensopados, guisados, e até no fabrico de pão, biscoitos ou bolos. Com a introdução da batata nos nossos hábitos alimentares o seu consumo foi gradualmente diminuindo.
A época natural da castanha vai de fins de Setembro a meados de Fevereiro, mas pode encontrar no mercado castanha descascada e congelada, ao longo de todo o ano.


Também a nível cultural as castanhas tem no fado, um dos hinos ao nosso vendedor de castanhas assadas, letra de Ary dos Santos, música de Paulo de Carvalho, com a interpretação de Carlos do Carmo:

Na Praça da Figueira,
ou no Jardim da Estrela,
num fogareiro aceso é que ele arde.
Ao canto do Outono,à esquina do Inverno,
o homem das castanhas é eterno.
Não tem eira nem beira, nem guarida,
e apregoa como um desafio.

É um cartucho pardo a sua vida,
e, se não mata a fome, mata o frio.
Um carro que se empurra,
um chapéu esburacado,
no peito uma castanha que não arde.
Tem a chuva nos olhos e tem o ar cansado
o homem que apregoa ao fim da tarde.
Ao pé dum candeeiro acaba o dia,
voz rouca com o travo da pobreza.
Apregoa pedaços de alegria,
e à noite vai dormir com a tristeza.

Quem quer quentes e boas, quentinhas?
A estalarem cinzentas, na brasa.
Quem quer quentes e boas, quentinhas?
Quem compra leva mais calor p'ra casa.
.../....



8 comentários :

  1. Que linda esta "reportagem" em dedicatória ás castanhas que eu tanto adoro. Já dá vontade de as comer assadinhas num monte de caruma como se fazia na escola humm até parece que já lhes sinto o cheiro!

    ResponderEliminar
  2. Olá Minha Papinha Doce!
    Boas e quentinhas venham elas para mim ou só foi uma e mais a tua linda dedicatória que me ia a fazer cair foi que tive um susto com a musica só mesmo eu é que me acontece destas coisas.Mil beijos da Tia.

    ResponderEliminar
  3. Fantásto post! Que maravilha de imagens, quase que les senti o cheirinho! Acho que é mesmo o que mais gosto nesta estação, é o cheirinho delas pelas ruas de Lisboa!
    Minha querida, muito muito obrigada pelo teu comentário tão querido para mim! É sempre de babete ao pescoço que leio estes comentários, senão a baba escorre até ao chão! É tão bom escrever para pessoas como tu!
    Muito obrigada!
    Beijinhos e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  4. Olha isto hoje é que está bom gostei...um beijinho.

    ResponderEliminar
  5. Uma reportagem e peras...

    já vi tantas vezes pessoas a comerem castanhas e eu não consegui ainda provar...

    que desilusão...

    Ao ver esta reportagem, apetece mais ainda, quentinhas e boas...

    Ai ai castanhinhas

    jinhos

    ResponderEliminar
  6. Ai castanhas...
    Ainda no outro dia disse ao meu marido...
    "Ando com saudades de castanhas":)

    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Desculpe, eu estive viajando e demorei para ver o tópico das castanha... Eu agradeço por fazer...

    Descobri nesse inal de semana q temos bem perto de casa uma fazendo onde existem as arvores que dão essas castanhas, quero ir visitar...

    abraço

    Daniel MOura
    http://feitonahora.blogspot.com/

    ResponderEliminar

 

Papinha Doce Template by Ipietoon Cute Blog Design