quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Água-pé

A água-pé, é uma bebida alcoólica tradicional de Portugal, com baixo teor de álcool, que tradicionalmente acompanha as castanhas nesta época de S. Martinho.
É tradição "começar" a beber água-pé, pelo feriado de Todos os Santos e "terminar", pelo São Martinho, quando o Verão de S. Martinho aquece os dias.
Esta bebida corre o risco de, a médio prazo, desaparecer por completo, visto tratar-se de uma iguaria de fabrico caseiro, que na minha região tem diminuido a produção, à medida que os campos vão sendo abandonados pelas pessoas de mais idade.
Mas o maior problema advém da lei que, pura e simplesmente, proíbe o fabrico e a comercialização desta bebida, tão procurada e apreciada.
Aliás, hoje em dia já é muito difícil encontrar, a água-pé à venda, sendo por vezes, até comercializada dentro de outras embalagens de vinho para disfarçar, mais nas zonas rurais.
É pena que as tradições acabém... e eu que adoro água-pé.

15 comentários :

  1. É pena sim, existem leis neste país que estão a matar as tradições gastronómicas.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Tens razão!Tb eu amo as tradições e ouvi uma entrevista onde explicavam que ñ se pode usar o nome água pé...
    Enfim...
    Bom S. Martinho.
    Beijo.
    isa.

    ResponderEliminar
  3. Uma óptima sugestão para acompanhar com as castanhas!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Deve ser deliciosa, pela cor se vê...linda...
    Menina fiquei aqui babando de ver estas castanhas, eu adoro elas, mas aqui na minha cidade quando encontramos esta estragada acho que guardam de um ano pro outro.
    Começo deste ano fomos na capital BHorizonte e encontrei-as no mercado municipal, fiquei feliz trouxe pra casa e chegando em casa fui ver estavam quase todas estragadas, quase chorei de tristesa, feliz você de tê-las aí tão lindas, aproveite...
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Também por cá há imensa água-pé e vinho do Porto Santo que é do melhor que há. Forte, é certo...mas muito bom.

    ResponderEliminar
  6. Es una verdadera pena que se pierdan las tradiciones...menos mal que hay personas como tu que no las olvidan...y esto pasará a tu hija, no???
    Besitos preciosa!

    ResponderEliminar
  7. Olá Minha Papinha Doce!
    Eu também queria um copido mas não pode ser nada fico só pela vista.Mil beijos da Tia.

    ResponderEliminar
  8. Nunca tinha ouvido falar. É uma pena acabarem com as tradições.
    Abraços, Daniana
    http://cozinhasemdrama.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  9. Que interessante, não conhecia. Que pena que não se pode mais fabricar... gostaria de prová-la. Bjs

    ResponderEliminar
  10. Tudo se perde com o tempo, apesar de ser moçoila da cidade já vivi no campo, e lembro com saudade a minha avó, os licores, queijos, requeijões, o leite de ovelha e cabra que ainda bebi muito, aquele pão gigante e pesadão que durava 1 semana, fazer os enchidos. Sim tive a felicidade de ter isso na minha infância. Tenho pena que ela tenha partido muito antes de eu ter podido aprender e passar às bichinhas.

    ResponderEliminar
  11. e Pena eu ja nao bebo ha quase 20 anos

    ResponderEliminar
  12. Caro anónimo, pelas aldeias e subúrbios da cidade ainda se vai produzindo água pé, nesta altura do ano.

    ResponderEliminar

 

Papinha Doce Template by Ipietoon Cute Blog Design